2 de nov de 2012

DIA DE FINADOS - Algumas observações.

DIA DE FINADOS - Algumas observações.

O que dizer do "dia de finados" ou "dia del muertos" (América latina). Com todo respeito aos parentes e à memória dos entes queridos que faleceram (eu mesmo tenho queridos mortos), mas é histórico o engodo da religião em querer colocar marcas em terreno que já foi definido biblicamente. 

Uma religião que se diz cristã e bíblica jamais venderia (e literalmente) uma ideia falsa e equivocada sobre àqueles que faleceram, a fim de conseguirem algum ganho, através de paga de orações, rezas e indulgências. A Bíblia Sagrada é uma só (Versões variadas) mas é uma só. Se numa ou noutra versão, seus tradutores e ensinadores subtrairam ou acrescentaram, do manuscrito fiel, alguma coisa, esses tais encontrarão o severo juízo de Deus (Ap 22.18 - "Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro")

Algumas passagens sobre o que diz a Bíblia sobre os mortos:

"Porque na morte não há lembrança de ti; no sepulcro quem te louvará?" Salmo 6.5 - Os mortos não prestam cultos à Deus, nem dele se lembram e tampouco o louvam.

Sendo Deus Soberano, Criador e Doador de toda boa dádiva ao gênero humano. Pelo seu eterno poder "Deus não é de mortos, mas sim é Deus de vivos." E Jesus destacou: "Por isso vós errais muito." Mc 12.27. E mais, nas palavras paulinas: "Conjuro-te, perante Deus e Cristo Jesus, que há de julgar vivos e mortos, pela sua manifestação e pelo seu reino!" - 2Timóteo 4.1

Nada mais se pode fazer por aqueles que já faleceram, por mais que uma religião imponha tal tradição. Quem é maior a Bíblia ou a Tradição? Cristo ou a Religião?? Veja o que é dito sobre os mortos: "E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo." Hebreus 9.27. Morreu segue-se o juízo, onde vamos prestar conta de tudo que fizemos aqui na terra enquanto vivos. Morto não volta, morto não fala, morto não aparece. Tais mortos aguardam a ressurreição para a vida eterna ou para a perdição eterna. Veja Daniel 12. 2,3: "E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno. Os entendidos, pois, resplandecerão, como o resplendor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça refulgirão como as estrelas sempre e eternamente." E ainda confirmado por Jesus: João 5.27,28e29: "E deu-lhe [a Cristo] o poder de exercer o juízo, porque é o Filho do Homem. Não vos maravilheis disto, porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida, e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação."

O Juízo Final (chamado de Trono branco) é onde ocorrerá tal julgamento: "E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono; e abriram-se uns livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras." Apocalipse 20.12

Ora, se estamos aqui nessa Terra não é sem propósito, para depois que morrer acabar tudo, como pensam os filósofos. Temos uma faculdade espiritual (alma e espírito) que prestarão contas de seus atos terrenos. O corpo é só um invólucro dessa parte imaterial ou espiritual. O segredo é o que descreve o autor do Apocalipse 14.13: "E ouvi uma voz do céu, que me dizia: Escreve: Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem dos seus trabalhos, e as suas obras os sigam." Porque para Deus: "Preciosa é aos olhos do SENHOR a morte dos seus santos." Salmos 116.15. 

Assim quanto aqueles que estão vivos, recomenda a Bíblia:
Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra, nem indústria, nem ciência, nem sabedoria alguma. Eclesiastes 9.10

MEUS PROFUNDOS SENTIMENTOS A TODOS QUE CHORAM A MORTE DOS SEUS ENTES QUERIDOS!

6 de out de 2012

Siga o seu coração!?


Siga o seu coração!?



Tenho me preocupado, ultimamente, com frases postadas por muitos nas redes sociais com as palavras: "SIGA O SEU CORAÇÃO". Ora, a Bíblia Sagrada é clara em afirmar que "enganoso é o coração… Quem o conhecerá” (Jeremias 17.9). Então, há que se entender que, quem segue o próprio coração, pode estar seguindo por um caminho equivocado: "há caminho, que parece direito ao homem, mas o seu fim são os caminhos da morte." (Provérbios 16.25). Do ponto de vista bíblico o coração do homem deve ser guardado para as saídas da vida que lembra-nos as fontes d'água, neste caso as fontes da vida, i.é, onde a vida se propaga.
As saídas do coração, na mente, são os nossos pensamentos, ideologias, bondade, malignidade, etc. "Sobretudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida." (Provérbios 4.23). Uma coisa é sentir espiritualmente aquilo que vem de Deus, através de profetas sob o crivo e somente sob o crivo da própria Bíblia, outra coisa são as impressões internas do coração. Lembra-se que o coração é simplesmente um músculo, porém tem o significado judaico-cristão de âmago, da alma, da mente do homem, o centro diretivo das ações do homem. Mas, logicamente, o coração apenas responde a impetuosidades dos pensamentos da mente.
As impressões advindas do âmago, alma ou mente humana podem estar eivadas de enganos, equívocos, erros que, quando em vez, não tem como consertar, tamanho o estrago feito em diversas áreas da vida. Só o homem espiritual consegue discernir entre o divino e as impressões do coração. O famoso Albert Einstein disse um dia: – "[...] não é o poder explosivo de uma bomba de grande potência que nos assusta, mas o poder maligno do coração humano."
O Iluminismo e o Humanismo do séc XV a XIX, descrendo da Fé e da Igreja, trouxeram uma perspectiva voltada para a teoria de que o homem está no centro de todas as coisas, o antropocentrismo, "o homem ser o centro do pensamento filosófico", excluindo a ideia de "Deus no centro do pensamento filosófico". Tal teoria era diversa do ensinamento bíblico medieval, que aniquilava o homem comum, porém "exaltava" Deus e o Clero (este quase que no mesmo patamar de divindade – se não fosse acima do próprio Deus). Com isso, o homem afastado de Deus e dos princípios bíblicos procurava atender as demandas e necessidades do coração, seguindo o que a intuição mandava. O problema é que a maioria das vezes dava com "os burros n'água".
O Evangelho contemporâneo associa a razão com a devoção, ensinando que Deus não interfere no livre-arbítrio (livre-agência) do homem. Contudo, traz a responsabilidade e consequências dos atos praticados para o próprio homem. Assim, como equacionar essa situação? A palavra que sempre foi rechaçada pelo Humanismo – FÉ. Como a fé desenvolve-se neste contexto, ou seja, de realizar seguindo ou não o coração? Simples, e simultaneamente complexo quando se vê pela ótica do racional-devocional. Explico: primeiramente, entender que Deus deve está no centro da vontade humana e que dá liberdade de escolhas ao homem. Compreender que Deus está no controle de todas as coisas. Persistir em colocar na mão de Deus todas as coisas e o deixar assumir o controle de sua vida, escolhas e vontade. Isso não implica cruzar os braços e pronto… Apertei o botão de comando e Deus faz tudo. Não é assim que funciona, não é mágica, é a fé em ação. Enquanto, colocamos Deus na frente de nossos projetos, trabalhemos, façamos a nossa parte. Sem deixar de buscá-lo em oração e meditação da Palavra. Considerar que Deus não é obrigado a fazer o que você quer. E sim aquilo que está na vontade dEle. Entender que os pensamentos de Deus não são os nossos pensamentos e nem os caminhos de Deus são os nossos caminhos no dizer do profeta Isaías 55.8,9. Perceber que se fizéssemos sem a orientação do Senhor a probabilidade de erros seriam maiores, como grandes as consequências. É o que acontecem com aqueles subestimam o poder de agir de Deus, e se colocam à Sua frente e fazem o que acham que está certo, seguindo o seu coração. Os bens da vida são bons, porém, "onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração". (Mateus 6.21) Este princípio bíblico vale para tudo.
Concluindo, Deus não é egoísta que não quer que ninguém seja feliz, ou não realize os sonhos, os projetos. Ao contrário, Ele mesmo inspira o salmista a escrever: "Deleita-te também no Senhor, e ele te concederá o que deseja o teu coração." (Salmo 37.4). Então cuidado em seguir o seu coração. Siga a vontade do Senhor mostrada na Bíblia Sagrada e seja feliz. 
Medite: "Não se desvie para os seus caminhos, o teu coração, e não andes perdido nas suas veredas" [Pv 7.25]
"A solicitude no coração do homem o abate, mas uma boa palavra o alegra". [Pv 12.25]

"[...] pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca." (Mt 12.34b)

É isso!!!

escrito por Pr. Ezequiel da Silva

Bacharel em Teologia,Bacharel em Direito, Conferencista, Educador Cristão e Pregador do Evangelho. Pastor, líder da AD-Central em Cachoeiro de Itapemirim-ES. Diretor e Professor do SEMEC – Seminário Evangélico Mensagem da Cruz. Diretor e Professor do SETEADEC – Seminário Teológico Evangélico da Assembléia de Deus Central

ELEIÇÕES. Reflita sobre isso.


ELEIÇÕES. Reflita sobre isso.





Como formador de opinião, sinto-me na responsabilidade de me dirigir a todos os evangélicos, aos leitores do Seara News em geral, para expressar minha opinião sobre as ELEIÇÕES. O que vou falar aqui, claro, tem as suas exceções, reservadas as proporções, considerações, observações, ponto e vírgula, vírgula, etc.
Estamos na semana da democracia quando, no próximo domingo, dia 07 de outubro, o povo brasileiro estará indo às urnas eleitorais para escolher os seus representantes da municipalidade: Prefeito e Vereador. É tempo de reflexão no que diz respeito à SAGA DA CORRUPÇÃO nas suas mais diversas formas, principalmente, em tempo de Eleições gerais ou municipais.
Por muitos anos, os evangélicos, regra geral, foram considerados como "massa de manobra", "povinho de quinta", "farelo do fundo do saco". Nas Eleições os candidatos se aproximavam (e ainda se aproximam) das igrejas, com o intuito de fazer acordos, muitos destes espúrios e desonestos, com os líderes das igrejas que se deixavam envolver pelas falsas promessas ou por benefícios dados diretamente ao líder. O líder ou por esperteza ou por inocência (ficaremos com o benefício da dúvida…) lançava o candidato à tira-colas e o levava a presença dos santos em suas reuniões de adoração. O camarada profano, quase sempre tinha saído de um lugar profano e em chegando ao culto ao Senhor, era chamado a se assentar nos sagrados (deveria ser!) púlpitos das igrejas evangélicas. Um lugar em que deveriam assentar-se Ministros consagrados do Senhor, lugar de se trazer a revelação da Santa Palavra do Evangelho, torna-se um lugar promíscuo. Eu não diria um covil de bandidos e salteadores (iiiiihhh, falei. Pronto). O Espírito de Cristo que é santo está se revolvendo-se no trono em asco, ojeriza, nojo e profunda ira por conta da profanação que se faz ao santuário e ao seu santo púlpito.
E pior, ao apresentar o candidato, o líder só faltava colocá-lo ao lado direito de Jesus no céu, sendo contemplado por querubins e "anjinhos". Isto, para não falar que quase sempre, o líder apresentava, em dias diferentes, três ou quatro candidatos como sendo "o seu candidato e da igreja", incentivando num discurso inflamado para os irmãos votarem naquele candidato do dia, pois ele tinha ajudado a igreja. Pasmem! Tais líderes nunca discursaram ou pregaram tão efusivamente para ganhar vidas para Cristo. Hipócritas! Não sabem esses líderes que, ao saírem do culto, tais candidatos voltam para suas rodinhas profanas, zombando da Noiva do Cordeiro e daquele que deveria portar-se como sacerdote do Deus altíssimo e que, neste ato, está em falha diante do Senhor. Oh não! Deus está a punir adultérios e outros pecados "cabeludos", dizem. Mentiras e corrupção, não! Até aonde se percebe, na farra da corrupção, há corruptores e corruptos. Estes são presas da teia da corrupção. Aqueles estão à espreita de achar o primeiro "trouxa" (desculpe-me, é o que eles acham de nós!) que aparecer, pedindo um caminhão de brita, telhas, um milheiro de lajota, etc., para "ajudar" na construção do templo. A corrupção não é só "dinheiro na cueca", malas de dólares. Ela está também circundando os púlpitos, pervertendo as mentes incautas dos líderes.
Cadê a tão pregada fé, crer no invisível, a prosperidade; será que Deus não é mais dono do ouro e da prata? Bem… Deixemos isso, por enquanto.
Hoje, este quadro, graças a Deus, está sendo, aos poucos, revertido. Uma nova safra de líderes e membros, comprometidos com o Reino, se erguem contra tais acordos e não se quedam à negociatas. As igrejas evangélicas, em sua maioria, estão mais politizadas, com uma membresia mais racional, aculturada. A postura da igreja, atualmente mudou, não é mais influenciada pelo juízo alheio.
O Culto é sagrado, é divino, é para o Senhor, para Sua única e exclusiva adoração. Se o candidato, servo de Cristo, for convidado para se fazer presente que seja recebido como servo de Cristo, inclusive se oficial for. Se o candidato não for servo de Cristo que seja recebido também com honra, como ordena a Bíblia, mas, não é necessário levá-lo para o púlpito; ele pode ficar, à frente em lugar reservado, junto aos demais irmãos. Procure conhecer as propostas do candidato e ao final do culto, o líder faz menção das reais pretensões, e que as propostas daquele candidato estão à disposição de todos para serem apreciadas, sem induzir a igreja a votar neste ou naquele candidato.
Irmão e irmã, não negociem a sua consciência e o seu voto. Vote consciente! Não por uma lajota, um saco de cimento, ou um benefício aqui ou ali. Se faz necessário, vir a proposta do candidato se esta: traz benefícios para a população? É coerente com a Bíblia? Satisfaz a coletividade?
O que dizer do cristão evangélico na política partidária. É imprescindível e urgente. Temos que ter representantes crentes, compromissados com a ética bíblica para servir a comunidade; e não compactuar com acordos mesquinhos, beneficiando a igreja local ou setorial. O candidato do Executivo ou do Legislativo (Parlamento) uma vez eleito, no exercício de seu mandato, não pode usar de suas prerrogativas só para ajudar a igreja. O povo evangélico está inserido no contexto social (polis) em que o político trabalha (ou devia) em prol de todos e para todos (princípios basilares da democracia). Aristóteles, em sua famosa obra "A Política" define o cidadão a partir do direito de voto: "Portanto, o que constitui propriamente o cidadão, sua qualidade verdadeiramente característica, é o direito de voto e de participação no exercício do poder público em sua pátria".
Todavia, se o crente desviar a sua conduta ética, moral e cristã quer no Parlamento quer no Executivo, deve ser disciplinado pela igreja. Eu vou um pouco além (meu pensamento!) se um pastor-presidente, apóstolo ou bispo se candidatar, deve deixar compulsoriamente a administração direta da igreja que preside, podendo retornar se não for eleito ou quando terminar o mandato. Desculpe-me quem pensa diferente, mas, a meu ver, água e óleo não se misturam. A política e Igreja estão equidistantes anos-luz, institucionalmente. E todos sabem disso.
Tem outra coisa: é inadmissível, inaceitável que profetas ou profetisas do Senhor (quando o são) emprestam a suas bocas para profetizarem, em nome de Deus, a vitória desse ou daquele candidato. Absolutamente. Não brinque com o Espírito de Deus e com o dom que há em ti, PROFETA. Ora, convenhamos: se existe uma eleição com voto secreto, que depende da vontade do povo, porque Deus vai interferir, nesse caso, no processo humano para agradar uns e aborrecer outros. Se fosse assim não precisava de eleições com voto secreto, era só subir "Betel" que o profeta falaria – estás eleito, assim diz o Senhor. Profeta ou Pitonisa??!?? Creio sim, no controle universal de Deus em todas as coisas prevalecendo a Sua santa, perfeita e agradável vontade. Pare de bobice ou devaneios interesseiros, pois, "horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo." (Hb 10.31).
Contudo, para conhecer a vontade de Deus, neste caso específico das eleições no Brasil e nos países democráticos, o povo tem que ir às urnas, em uns países o voto é obrigatório (como no casso do Brasil) e em outros não. O Brasil não é um país teocrático e, sim, uma nação democrática e laica (onde o Estado não tem uma Religião definida); e cá prá nós, Deus respeita isso!! Nem Israel é mais uma teocracia (ainda que creiam no Deus vivo – Deus de Abraão, Isaque e Jacó). Israel é uma nação parlamentarista, desde 1948, através do Knesset judaico. E Deus respeita isso!
Agora, companheiro Ministro do Senhor, nunca, jamais, se envolva ou envolva a igreja de Cristo em corrupção, escândalos, vantagens e outras mazelas que aparecem nestes tempos eleitorais. O líder e o rebanho são de Cristo e é ELE quem cuida de sua Igreja.
Concluindo, não peço desculpas pela forma franca com que abordo o assunto, olhando para mim mesmo, pois estou sujeito a falhas, sendo imperfeito como sou. Cumpra o seu dever como cidadão desta terra, sabendo que somos cidadãos dos céus, herdeiros de Deus e coerdeiros com Cristo. # Fica a dica. #
Ezequiel Silva é pastor, teólogo, bacharel em Direito e articulista.
escrito por Pr. Ezequiel da Silva
Pr. Ezequiel da Silva
Bacharel em Teologia, Conferencista, Educador Cristão e Pregador do Evangelho. Pastor, líder da AD-Central em Cachoeiro de Itapemirim-ES. Diretor e Professor do SEMEC – Seminário Evangélico Mensagem da Cruz. Diretor e Professor do SETEADEC – Seminário Teológico Evangélico da Assembléia de Deus Central

3 de set de 2012

MORRE O REVERENDO (ops!!) MOON


Chega ao fim a polêmica vida do sul-coreano Sun Myung Moon, conhecido mundialmente como "Reverendo" (hein??) Moon, morreu aos 92 anos. 

Passaria despercebido se não fosse ele fundador mundial da Igreja da Unificação. A igreja do Rev. Moon realizava os casamentos coletivos. Só em 2002 cerca de 3.500 casais se casaram sob as bênçãos de Moon, em Seul, entre pessoas que nem se conheciam. 

Moon se auto-proclamava, o Messias, e chegou a realizar um mega encontro, em Montevidéo, no Uruguai, entre líderes de todas as religiões, infelizmente, também alguns líderes evangélicos, tudo bancado pela sua milionária rede financeira, para ouvi-lo, proclamá-lo e emprestar irrestrito apoio ao reverendo. 

Menos um anticristo no mundo! "Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo também agora muitos se têm feito anticristos; por onde conhecemos que é já a última hora." 1João 2.18;

"Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? É o anticristo esse mesmo que nega o Pai e o Filho." 1João 2.22;

"Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo." 2João 1.7.

Mais um grande líder religioso morre, resta agora para ele o Juízo Divino: "E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez vindo depois disso o juízo" Hebreus 9.27.

mas... ALELUIA!!!
SÓ JESUS CRISTO MORREU E RESSUSCITOU, COM MUITAS E INFALÍVEIS PROVAS.

Moon
http://s2.glbimg.com/TqKTFHjFjrEd3-rFl8RwGXX4Q5sMOWG9IkE1msEd5g_1CmGpjJHCIHUSTMLtgouE/e.glbimg.com/og/ed/f/original/2012/09/02/moon.jpg

4 de jul de 2012

ÉTICA VERSUS EDUCAÇÃO


ÉTICA VERSUS EDUCAÇÃO (Pr. Ezequiel da Silva)

"Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele." Provérbios 22.6

Ética, em resumo, é o conjunto de normas que regem o comportamento e a conduta humanos, baseado no caráter do homem. Tem gente que confunde ética com educação. No sentido de boas maneiras, em geral, diz-se daquela pessoa que é bem-educada. Os valores definidos pela Ética (Ethos) são as simples perguntas para as coisas da vida: QUERO? POSSO? DEVO? Nem tudo o que quero, posso ter ou fazer. As coisas que posso nem tudo devo ter ou fazer. Aquilo que devo fazer não posso ou não quero ter ou fazer. Regra simples com base na assertiva paulina: "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma." (1Co 6.12). Como os valores humanos estão invertidos, no mundo secularizado e a verdade é relativa, as pessoas estão se acostumando a viver num mundo sem ética, i.e, sem caráter e em nome da tal liberdade, fazem-se o que quer e vivem como desejam.

Logo, a sensação de utilização das boas maneiras (Étiquette, Fr.) vai se esvaindo do conceito humano, por exemplo: gentilezas, cumprimentos de bom dia, boa tarde, boa noite, por favor, obrigado, abraços fraternos. Estas coisas vem de berço, a família é quem deve que implantar nos filhos tais costumes, tendo os pais como exemplo. Hoje, se foi o conceito de se pedir a bênção do pai ou da mãe. A garotada "embrutecida"pelos valores desconexos da sociedade atual, da correria de seus pais, do diálogo digital, quando sai de casa diz: FFUUUIII... E quando retorna ao lar-doce-lar, manda um: CCHEGUUEEIII,  e logo se enrosca no PC para um bate-papo com a galera das redes sociais. À noite cai rapidamente e os jovens falam:

_ vamos cair na curtição: baladas, forrós, altas doses de ingestão de bebidas alcoólica (alguns chegam ao coma alcoólico), drogas, sexo, ficar... A propósito o termo é "pegação" (antes era ficar).

Contudo, tanto a ética quanto as boas maneiras (mores) estão sendo negligenciadas pela família, que por consequência transfere para a Escola ou Igreja a responsabilidade de educar o caráter da moçada. Entretanto, o Estado é falho na educação básica e mesmo com todos os esforços dos profissionais, existe um limite, uma linha tênue entre querer e poder. Foi o tempo em a escola tinha inserida em seu plano de curso disciplinas de civismo, estudo religioso, orientação para a vida, moral e cívica, etc. Hoje, pelo contrário, a escola adota se quiser e a maioria não tem. Por sua vez, a igreja (num contexto genérico) procura aplicar o bom caráter, a ideia de boa convivência, os valores positivos, os altos ideais materiais, físicos e sobretudo espirituais através das EBD's, das EBF's, nos retiros, nos encontros e outros eventos de caráter didático.

Mas, ninguém pode tirar da família o direito de instrução e correção (orientação para a vida e disciplina justa); como dizia os antigos “pé de galinha nunca matou pintinho”. A Bíblia diz ensina a criança o CAMINHO em que deve andar... CAMINHO no contexto hebraico, não era só o espiritual, também social, educacional, cultural. Os pais deveriam ensinar aos seus filhos o bom caráter, ser um homem trabalhador, responsável, querer possuir as coisas pelos meios lícitos, às filhas a educação de uma boa esposa, boa mãe, honesta, responsável igualmente, trabalhadora, etc. Além de aplicar valores espirituais, cuja centelha está acesa desde a eternidade no coração do ser humano. (Ec 3.11)

A falta dessa instrução tem sido a derrocada de muitos lares. Tem levado à separação de pais, tem conduzido à filhos se tornando pais solteiros prematuros, à filhas se tornando mães solteiras na tenra idade da adolescência ou inicio da juventude. Namoros que, "se não for no quarto não serve." E isso com a condescendência dos pais. Quando saí a noite com o (a) namorado (a) não se impõe limites nem da parte dos pais nem da parte dos pombinhos. Ah, são jovens..., dizem os pais, é assim mesmo...

Em tudo isso, percebo que continuamos como os "três macaquinhos": nada vejo, nada falo e nada ouço. É o nosso indiferentismo diante do quadro. Mais ainda, é a nossa fraqueza de ter cedido mais do que devia. Não ter puxado a corda na hora certa. E continuamos com a nossa sina adâmica de transferir a responsabilidade (Gn 3.12) e não assumir o nosso papel. 

Não é preciso de leis para dirigir a família, é preciso de família que cumpre a lei moral (a Ética ou melhor a Ética Bíblica). Quando cumprirmos a lei moral seremos melhor educados, teremos boas maneiras e trilharemos um caminho sobremodo excelente!

19 de mai de 2012

Família

 Ebner (filho) Trompetista
 Meu Aniversário Maio 2012
 Mais magro
Missª Elizabete Correa

Memética

MEMES


       Quando uma coisa torna um modismo exacerbado eu já fico com o pé atrás, principalmente quando vejo cristãos se enfronhando nesses modismos. Como educador, formador de opinião e pastor tenho o dever de pesquisar e depois ensinar e não sair dando "orelhadas" por aí.
          Bom, me refiro ao tal dos MEMES = menor partícula da memória, como gene para genética. 
         Memética é a teoria científica de Richard Dawkins, conhecido ATEU e ANTICRISTÃO confesso, que em resumo diz-se da transmissão do pensamento humano de cérebro em cérebro, como se fosse um vírus. Assim, para Dawkins, a religião é um vírus que passa de mente para mente, assim como um Software interliga-se a memória de um PC. 
        Segundo o Ateu em tela, religião e Deus são delírios. Dawkins é combatido por Alister McGrath, em "O deus de Dawkins", lançado pela editora Vida Nova. OBS: 
         Ambos são doutores e professores na Universidade de Oxford, na Inglaterra. 
                                                                         McGrath é presidente do Centro de Oxford de apologética cristã. Então, tenhamos o cuidado para não estarmos divulgando conteúdos contrários a fé cristã, além do que os bichos são bem feios. 
     
SE ALGUÉM TEM MAIORES INFORMAÇÕES E QUEIRA ACRESCENTAR OU COMPARTILHAR, FIQUEM A VONTADE.

13 de abr de 2012

AMOR, O PONTO DE EQUILIBRIO DOS DONS


ESSA  MENSAGEM É DURA, MAS, É O QUE SINTO.
FALTA ALGUMA COISA
Ampliado e revisado

O Espírito Santo inspirou o Apóstolo Paulo a escrever o "Capítulo do Amor", 1Coríntios 13 entre o cap. 12 que trata da qualificação dos dons espirituais e o capítulo 14 da mesma epístola que trata sobre o uso dos dons espirituais na igreja, exatamente porque o Amor "DEVERIA" ser o EQUILÍBRIO dos dons espirituais. Pela falta de amor é que muitos profetas e visionários destroem vidas, acabam casamento, arranjam casamento sem propósito divino, quer envergonhar outros na frente da igreja, chama para si o estrelismo do ofício de profeta diz assim: - Vem cá irmão, o Senhor manda te dizer para você não se consertar e por ai vai. (é claro que tem exceções) Falta o amor. Mas também falta:


1º) Os Pastores e líderes que tragam ao povo ensinamentos específicos sobre a doutrina bíblica e parar com baboseiras sem apoio bíblico. Tudo, sem extinguir a ação do Espírito Santo, sem desprezar a profecia vinda dos céus e nem o profeta, deixar o Espírito Santo ter liberdade.

2º) Os Crentes se despertarem para um avivamento bíblico e retornar aos princípios dos cultos de ensino e a EBD. Ao invés de ir atrás desses profetas e casas de oração (aliás, Jesus disse: "a minha CASA será chamada Casa de Oração). E o tal do "reteté". (palavra duvidosa e extra bíblica) O Reteté está sendo para os pentecostais (com exceção) o que os G12 foi para os irmãos "tradicionais" (reservadas as devidas exceções). Quem tem conhecimento sabe foi uma ruína: divisões, contendas, exclusões, etc. (escrevi depois do original, para explicar o argumento)

3º) A igreja viver o verdadeiro Cristianismo sem ter do que se envergonhar. 


4º) Para o céu não vai caloteiro, passador de cheque sem fundo, compra e não paga, criticador dos irmãos, fofoqueiro (a), contendeiro, "passando a perna nos outros", criador de problemas seja na igreja ou no setor que trabalha. Politicagem dentro da igreja, vendendo-se votos das ovelhas por um punhado de dinheiro, brita, lajota, etc. Dando mal testemunho por onde passa, tomando "umas e outras" com os amigos, em adultério ou fornicação. Usando as REDES SOCIAIS para postar fotos ou falar algo que nem os ímpios falariam. Alguns acham que tais pecados como outros "menores", Deus não leva em conta. Estás enganado, O QUE O HOMEM SEMEAR, ISSO TAMBÉM CEIFARÁ.

Aqueles que usam roupas decentes ou terno e gravata (bons costumes) e fazem todas essas coisas, se não se consertarem com Deus e com os irmãos, sofreram a sentença: PARA TRÁS DE MIM [...] PARA O FOGO ETERNO [...], POIS EU NÃO VOS CONHEÇO!

Quem tem ouvidos ouça... A IRA DE DEUS SE ACENDE E O JUÍZO COMEÇA PELA CASA DE DEUS.


Compartilhada por:
PrArnaldo Cunha – AD – ministério da Colheita em Cachoeiro de Itapemirim-ES
Essas palavras denotam uma realidade. Diante de nós a igreja do Senhor, esta tudo isso e um pouco mais, porem sabemos que desde muito tempo Deus vem usando seus profetas para chamar a atenção do povo para Si, no entanto parece que o Dia do Arrebatamento é algo abstrato, fictício, sem razão ou algo assim, mas vai acontecer e só aqueles que perseverarem até o fim usufruirão deste momento impar na terra. Concluo dizendo que me sinto alegre e fortificado para ministra como o tenho feito, minha luta é tambem esta pastor Ezequiel Silva, ensinar o povo a Bíblia Sagrada, conte comigo, estamos juntos. Abraços. (Ezequiel 3:17) - Filho do homem: Eu te dei por atalaia sobre a casa de Israel; e tu da minha boca ouvirás a palavra e avisá-los-ás da minha parte.

Publicada na Revista Online Seara News.  Pr. Paulo Pontes – AD – ministério Jesus é a Resposta  em Vila Velha-ES



JESUS VEM BREVE! 

9 de abr de 2012

JUBILEU DE DIAMANTE

ESTAREI PREGANDO NO PRÓXIMO DOMINGO DIA 15 DE ABRIL, AS 19H,  NO JUBILEU DE DIAMANTE (71 ANOS) DE FUNDAÇÃO ECLESIÁSTICA DA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ARACRUZ-ES, (RUA DA ALEGRIA, 144 - CENTRO) - PASTOR-PRESIDENTE, PR. GERALDO DE OLIVEIRA.